São Francisco é uma cidade LINDA, cheia de atrações e que pode ser bem visitada com 3 ou 4 dias bem planejados. Mais ou menos dias, naturalmente, é possível, vai depender apenas da sua disposição e objetivo.

Vou listar aqui o que considero como imperdível em São Francisco e depois fazer um roteiro genérico encaixando e combinando as atrações. Aquelas que serão escolhidas para o seu roteiro de viagem dependerão apenas do tempo disponível e do seu perfil de viajante.

  • Andar de cable car e claro que em pé, “pendurado do lado de fora”,
  •  Passear pelo Píer 39, avistar os leões marinhos e aproveitar atmosfera, os restaurantes e lojinhas,

DICA: a Boudin Bakery é bastante tradicional, lá fazem pães em vários formatos e a clam chowder, uma sopa de frutos do mar típica, é bastante famosa e possível de se encontrar em outros restaurantes também. Em alguns lugares é servidas na louça e em outros dentro de um pão.

  •  Conhecer Alcatraz em umas de suas visitas diurnas ou noturnas. Nós fomos durante o dia, mais ou menos na hora do almoço, e saímos de lá na última balsa.

DICA 1: É recomendável comprar os ingressos antecipadamente e o site oficial é esse aqui.

DICA 2: fique atento à previsão do tempo! Em Alcatraz tem bastante vento e se tiver previsão de fog (neblina) é bom se agasalhar.

  • Se tiver fôlego, COM CERTEZA, sugiro o passeio de bicicleta que cruza da Golden Gate e vai até Sausalito e Tiburon! Nós só fomos até Sausalito e sugerimos que saia de manhã cedo, pois esse passeio pode durar facilmente um dia inteiro: são 13km de percurso pra chegar até Sausalito e para Tiburon a distância é de 20km – haja pedalada! Considere que nesse percurso você poderá parar para tirar fotos, apreciar a paisagem e até mesmo descansar um pouco, já que são muitas as ladeiras pelo caminho. Para voltar não se desespere, há um Ferry (o que particularmente sugiro!) que parte de Sausalito para São Francisco e a paisagem do caminho é estonteante!

DICA 1: pegue a bicicleta já no Píer 41, na Blazzing Saddles, é um pouco mais cara que as demais, mas o ferry que sai de Sausalito pra São Francisco atraca lá e já cansados não precisa andar muito pra entregar a bike! O Aluguel inclui capacete, cadeado e mapa. Nós fizemos um  self-guided tour, ou seja, fomos por conta própria, usando o mapa que a empresa dá e que é bastante intuitivo. Caso prefira, eles têm também opção guiada.

DICA 2: atenção com os horários! Não vale a pena pernoitar com a bike!

DICA: se você curte vinho, a Califórnia ostenta rótulos sensacionais, vale a pena conferir a carta e complementar a refeição.

  • Quebrar a dieta (dieta e viagem?! no, no, no!) na Ghirardelli Square com direito ao “brownie com calda”.

DICA 1: Não vale a pena comprar os famosos chocolates Ghirardelli lá! No supermercado é mais barato! Lá vale provar todas as amostras possíveis e já saber qual comprar quando for ao supermercado (ir ao supermercado pra mim, à contragosto do marido, é uma baita programação em viagem!).

DICA 2: logo na rua ao lado, saindo da Ghirardelli Square no sentido do ponto do Cable Car, tem lojas de souvenir.

  • Conferir as curvas da Lombard Street (veja aqui o que outros viajantes dizem sobre no Tripadvisor), a famosa rua de zigzag em ângulo de 45º.

DICA 1: considero que alugar carro em São Francisco NÃO é uma boa opção, os estacionamentos são raros e caros e parar no lugar errado vai render um guincho com certeza! Caso faça questão de testar suas habilidades nessas curvas fechadas e tem tempo para conhecer outras cidades da Califórnia (o que também recomendamos!) sugerimos que alugue um carro no último dia em São Francisco e aproveite a partida para testar suas habilidades nesse zigzag.

DICA 2: caso não faça questão da façanha, é possível usar o Cable Car saindo da Ghirardelli Square e indo pra Union Square para parar e conhecer a rua. Verifique os mapas aqui.

DICA 3: com o passaporte de transporte pode usar o dia inteiro o transporte público (cable car, eletric car e bart), então dá pra descer pra conhecer a rua e depois pegar o cable car de novo e subir até a Union Square.

  • É na Alamo Square que estão as casas em estilo Vitoriano que apareciam no Seriado “3 é demais”, que tinha as gêmeas Olsen quando pequenas. Veja aqui o que outros viajantes dizem sobre.

Quanto à hospedagem, São Francisco não é nada barata! Por comodidade, nos hospedamos na área da Union Square, porque acreditamos ser mais conveniente. Ficava pertinho da Macy`s, cerca de 3 quarteirões apenas, e utilizamos como balizador um post do Hotel California Blog que, apesar de 2012, recomendo a leitura.

Para ajudar um pouquinho vou associar as atrações, considere que se você chegar à noite ou sair pela manhã muito cedo, esses dias não contarão para sua programação.

Esse mini-roteiro é genérico e bastante intenso, considera uso exclusivo de transporte público e muuuuita caminhada.
Dia 1: Primeiro passo é comprar os passes para o transporte público. Depois é hora de aproveitar o pique e energia do começo da viagem para cruzar a Golden Gate de bicicleta e ir até Sausalito. Como recompensa pelo esforço vale a pena programar um jantar na Cheesecake Factory que fica no terraço da Macy`s, em Union Square.

Obs: consulte a previsão do tempo, o ideal é atravessar a ponte num dia sem fog, até porque, dependendo da intensidade, eles a fecham enquanto durar o fenômeno.

Dia 2: A visita a Alcatraz, que sai do Píer 33, pode começar bem antes de efetivamente ir à Ilha, saindo mais cedo e parando no começo da orla para caminhar pela cidade e desbravar a região. Observe o seu horário de agendamento. Aproveite o retorno do ferry para caminhar até o famoso Píer 39 e lá aproveitar as tantas opções de restaurantes e lojinhas.
Dia 3: Explorar a Union Square. Traçar a rota para visitar a Lombard Street e a Alamo Square, com direito a descanso no Parque.  O dia pode ser tranquilamente encerrado na Ghirardelli Square. Não esqueça que a rua com várias lojinhas de souvenirs fica próxima.

Write A Comment